domingo, julho 02, 2006

Portugal, o país do 3 F’s - Fátima, futebol e futilidades

Pronto, pronto!
Rendo-me!

Estamos inundados de vermelho e verde sendo impossível passar pelo fenómeno, despercebida.
Similarmente a uma ténia, o bichinho das conquistas de outros tempos parece ter-se mantido dentro de cada português. Já não temos Aljubarrota, nem Alcácel-Quibir para medirmos forças com outras nações, por isso transpomos toda a nossa ânsia para outro campo de batalha, este de relva aparada, de linhas traçadas e de regras bem definidas (transpostas de formas questionáveis contudo).

Se dantes ganhávamos todos mais uns hectares de terra para plantar, construir e viver, em 2006 d.C. bem... ganhamos a conta da SportTv para pagar, da farmácia de pastilhas para a garganta e de outros fármacos para intoxicações por álcool... e do bate-chapas. Pois claro que saímos com o carro a buzinar na mais efusiva chinfrineira tornando indistinguíveis as buzinadelas de festejo e as de aviso!

Observando por alguns minutos as reportagens que a nossa ilustre televisão nos oferece, e constatando que muitos dos intervenientes apelam ao divino para que Portugal conquiste a tão almejada taça, não consigo deixar de fazer um paralelismo deste fenómeno, com a solicitação dos serviços de urgência dos nossos hospitais.

Vá! Tirem lá esse olhar de “ham?!” já vou passar a explicar.
Tendemos a recorrer aos serviços de assistência máxima, para situações de relevância mínima.

Num país em que recorre ao serviço de urgência de um hospital central, às 2 da manhã, porque se tem um calo no dedo do pé... não me admira então, que se solicite ajuda divina à nossa clínica geral “Nossa Senhora de Fátima”. Adequa-se, de facto, o título de santa, dado que só com “paciência de santo” se consegue tolerar tanta solicitação para tamanha futilidade.

Ora caramba... peçam coisas efectivamente relevantes, preponderantes, importantes!! Não sei como decorre o processamento de desejos ao divino, se são por ordem de chegada, ou se passam por alguma triagem, recebendo uma senha verde, amarela ou vermelha. Contudo, seja como for, acabam por entupir o sistema e o combate à pobreza, à fome, à doença, ao tráfico de pessoas, à violência, à guerra passam para segundo plano... Ora, se isso não vos interessa (na agenda anual a época para lembrar disso, situa-se somente ali por finais de Dezembro), ao menos deixem o divino ocupar-se com as questões que realmente fazem a diferença.

Ganharmos campeonato insufla-nos o ego por meia dúzia de dias, se perdermos, o nosso orgulho, que nem um balão tocado por um afiado alfinete, estoira ficando em nada.
Seja qual for o resultado, em menos de nada acordaremos para ver que mais uma vez os transportes aumentaram (já compraram o passe?), e nada mudou, porque só damos importância ao fútil, e só sabemos dizer o que os outros fazem de mal (hm... *cof*) ao invés de nos responsabilizarmos.

Bem... Só para rematar...

Força Portugal!

2 Comments:

Blogger casper said...

Ora e cá estou a retribuir a visita como mandam as regras da boa educação e achei bem curioso no dia em que fui escrever um pequeno texto a justificar um mês e meio de abandono total aos blogs, apareces tu lá a dar uma "vista de olhos"... hehehe ele há com cada uma!!!

em relação ao teu "post" que dizer?! tens o dom da palavra e quase tudo que tens aí escrito é a verdade nua e crua deste país, mas deixa pelo menos o pessoal esquecer-se um pouco das agruras da vida, do ritmo diabólico que todos levamos no dia-a-dia e que a "nossa" SELECÇÃO nos ajude a levantar um pouco a nossa pequenininha auto-estima e nos venha a dar a grande alegria de podermos vir a ser campeões mundiais de futebol.

Parecendo que não, já podemos olhar dum degrau mais acima para o resto do mundo por incrível que isso possa parecer, mas é como te digo o futebol pode fazer milagres no ego dos povos. (Não vês os brasileiros??!! ahahaha...)

Fica bem e obrigado pela tua visita, vou tentar ser agora um pouco mais assíduo mas o tempo infelizmente não dá para tudo, só se não precisássemos de dormir, aí sim já deviam de sobrar pelo menos mais uns vinte minutinhos para mais um pouco de lazer. hehehe...

03 julho, 2006 00:53  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

04 agosto, 2006 16:47  

Enviar um comentário

<< Home