sábado, abril 08, 2006

E depoiiiiiiis do amooooOOOr! (*)


A realidade que nos é dada nos contos de fadas, nos filmes e nas revistas cor de rosa, é um verdadeiro atentado ao nosso bem estar psicológico.

Ora vivem sempre felizes para sempre, ora o sexo é sempre fantástico e livre de fluídos, ora as parturientes acabam de ter a criança e ficam logo com um corpinho de modelo.

Todos sabemos que qualquer das três hipóteses são impraticáveis, inexequíveis, infactíveis, irrealizáveis, impossíveis, enfim... uma cascata de sinónimos.

Até compreendo... o “Instinto Fatal” possivelmente não seria tão memorável se a Sharon Stone, após aquela cena de sexo espalhafatosa, que... ela própria goza (caramba... se a realidade do dia a dia sexual de uma mulher fosse assim, nem calculo a quantidade de hérnias discais por esforço, chegariam às urgências do hospital), fosse seguida de:

- “Dá aí o papel!” (está sempre... mas seeeeeeeempre suficientemente perto para o vermos, mas sempre a 20 cm de distância do nosso dedo mindinho, na sua elasticidade máxima..)

- “Segura aí... Oh...Hm... o papel está a esfarelar-se todo...(silêncio... e milhões de bolinhas de papel higiénico...)

- “Não não... é melhor dares-me um dos dodots... isto ta muito...” (muitas reticências e silêncio...)”

- “Aaaaaah espera! Não te mexas, isto tá tudo a escorrer! Olhós LENÇÓIS!! (ou banco do carro, ou roupa... capôt do carro... etc...)”

Ou então, quando são aqueles toalhetes da Distron, aquilo deve ter algo parecido com álcool que, quando vamos limpar (antes e/ou depois do acto) o pirilau do nosso escravo sexual (hahaha), ouvimos um grito estridente seguido de fuga explosiva... Ok... reconheço que aquilo é mesmo gelado! Mas eu adoro rir... e confesso que me dá algum gozo! Hahahaha!

Terão todos de concordar comigo... que o diálogo não é particularmente romântico, nem a situação evapora sensualidade, porém isto sim! Isto é a realidade!!! Ou alguém no seu pleno juízo e respeitando o mínimo de regras de higiene se deixa ficar assim... TODO PEGANHOSO!?

Se no instinto fatal este trecho tivesse sido filmado... certamente não seria o descruzar de pernas, a cena mais memorável.

Nota
"Kit de Brincar aos Médicos" a ter sempre por perto (MAS MESMO PERTO!) incluí:

- Preservativos
- Ky-gel (ou outro lubrificante)
- Toalhetes húmidos de higiene intima (ou dodots... se bem que as vezes irritam a pele)
- Papel higiénico (do mais resistente) ou lenços de papel.

Claro que uma banhoca com aguinha e sabonetezinho é essencial e insubstituível, logo que possível!



(*) Pronunciar cantarolando a música do Paulo de Carvalho - "E Depois do Adeus"

2 Comments:

Blogger Adrenaline said...

HAHAHA


... very true !



**

12 abril, 2006 10:37  
Blogger Kanydja said...

Bem..... não poderia concordar mais contigo... mas acho que essas situações só vêm acrescentar mais pida à coisa (mais do que aquela que a situação já tem)

26 junho, 2006 18:36  

Enviar um comentário

<< Home